terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Vídeo - aula

Decalque de papel de arroz em bolos com chantilly



 Bolo redondo 30 cm ou 25x 35 cm (Para usar toda Gelatina) Chantilly ( Marca da sua preferência ) Bico: 1M Gelatina para decalque 300 ML DE ÁGUA (TEMPERATURA AMBIENTE) 3 COLHERES DE (SOPA) DE GELATINA INCOLOE 1 COLHER (SOPA) DE GLUCOSE 1 COLHERES DE (SOPA) DE AÇÚCAR CORANTE BRANCO WHITE WHITE (WILTON) 1 COLHER DE CHÁ MODO DO PREPARO HIDRATE A GELATINA, LEVE AO MIGORONDAS OU BANHO MARIA PARA DERETER , EM SEQUIDA ACRESCENTE O AÇÚCAR E GLUCOSE POR ULTIMO ALGUMAS GOTAS DE ESSENCIA DE SUA PREFERENCIA . COLOQUE O CORANTE BRANCO MISTURE BEM . ESPERE A GELATINA INCORPAR LEVEMENTE E APLIQUE BOLO COM CHANTILY BEM GELADO. LEVE PARA GELADEIRA POR 20 MINUTOS OU ATÉ QUE A GELATINA FIQUE BEM DURINHA. APLIQUE O PAPEL DE ARROZ Alisando a ponta dos dedos ou uma espátula . deixe agir por 4ª5 minutos. Retire a película de papel de arrroz.

Atenciosamente Alexandre Alarcão

Tecido comestível que não amarrota de papel arroz






 Receita : 4 colheres de (sopa) de água (60 ml) ,
2 colheres de sopa de gelatina incolor s/ sabor (20 gr)
2 colheres (sopa) de glicerina (pode compra na farmácia / mais tem que ser bidestilada)
5 gotas de essência de sua preferência Pode derreter a gelatina no banho Maria ou 30 segundos de microondas
Deixe a gelatina descansar por 5 minutos até gelificar e retorne com a gelatina de novo ao microondas para derrete La novamente . deixe esfriar bem para passar no papel de arroz
Após pincelar frente e verso o papel de arroz deixe secar por 30 minutos (se passar dos 30 minutos ou 1 hora não tem problema algum) Não se esqueça de tirar a espuma para ter trabalho mais transparente Use somente maisena para polvilhar na peça já seca e pronta. Corte as rebarbas de gelatina com uma espátula não use nada afiado para não cortar seu silicone. Se não for usar o tecido comestível no mesmo dia deixe em saco plástico estirado até usar o mesmo . Para fazer laços babados e drapeados, use cola de cmc ou água para colar a peça .

DICA: Eu amei trabalhar com esse tecido em aplicações em bolos pequenos como fazer laços babados e drepeados. dois dias depois já não gostei tanto pois ele perde um pouco a elasticidade

 Atenciosamente Alexandre Alarcão

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

FELIZ 2018

Adoro novidades!! Sempre gostei de fazer diferente, de criar sabores, e agradar aos meus clientes.
Todos já me conhecem..
E não poderia ser diferente nesse começo do ano 2018

 Elaine Saes

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Smash the Fruits

C

Muitos pais se sentem desconfortáveis com os ensaios fotográfica Smash the Cake porque querem esperar para mostrar doces para seus filhos. Os pediatras aconselham esperar até os 3 aninhos.

 

Então..muitas mamães estão trocando o  ensaio fotagrafico Smash the Cake pelo Smash the Fruits.

 

Mas o que vem a ser?

 

 Substituir o chantilly por frutas! Genial, não é mesmo!


o Smash  the fruits tem a mesma função do Smash the Cake, retratar uma das primeiras experiências sensoriais da criança com a textura, formato e com a vanagem de acrescentar o sabor das frutas às experiências dos pequeninos - as que ela não conhecem como a  uva verde, que tem o sabor mais azedo e permite as caretinhas para a foto rsrs...

 

Se a ideia é mostrar a bagunça, melancia, mamão e banana são as frutas mais indicadas. Morango, carambola e kiwi ficam bem na foto, enquanto a pera e maçã deixam a criança mais a vontade, porque são frutas já conhecidas dos bebês. (explica a fotógrafa e psicóloga Camila D’Orazio, especialista em fotografias de famílias.)

 

 


Elaine Saes

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Bolo para o café

Os bolos que faço para o café, são diferentes.. hoje eu escutei... O bolo para o café desta mulher não
é igual ao bolo pelado que fazemos em casa. (kkk...)

Verdade! É um bolo chic para o café!

Ele não leva recheio, porém, uma gostosa cobertura. E tem feito sucesso! Uma fatia grande, saborosa, por um preço atrativo.





Elaine Saes

domingo, 12 de novembro de 2017

Bolachas Caseiras

Sou de uma famíla doceira, lembro de meu avô materno o vô José Augusto, conhecido como Zé Augusto, fazendo paçocas em um grande tacho  rsrs..... lembro que eu adorava embrulhar as barrinhas depois de prontas nos celofanes; lembro da minha mãe falando...., seu avô conseguiu comprar a casa dele vendendo doces...

Depois que ele envelheceu, não mais fazia doces em grande escala, mas não deixou de trabalhar com doces, comprou um carrinho azul e vendia maria mole, canudinho, geleia (vermelha/amarela) paçoca, doce de leite ... ficava parado na saida da escola onde eu estudava (hahaha..) e onde minha mãe trabalhava.. que tempo bom!

Minha doce avó materna, vó Albertina, adorava fazer pudim de pão, bolo e milho, doces em calda.. Ah! também lembro dela fazendo licor de jabuticaba.... Uma delícia.

Minha tia Sinha, de Macaubal, cidade do interior de S.P. onde passava minhas férias escolares, fazia pães, muitos pães assados em forno a lenha, nossa o cheiro era incrível! 

E eu também sou doceira, quituteira, (adoro essa palavra rsrsrs...)

Sonhei com o nome Doce Arte Brasil e faço o que gosto, adoro inventar, adoro decorar, fico horas finalizando minhas encomendas... sinto prazer em vê-las prontas e bonitas.

Hoje trago uma receita de bolachas caseira, de minha prima Patrícia ( doceira hahaha...) morando hoje em  Agudos, cidade de S.P.

Deu super certo essa receita e o sabor lembra a bolacha passatempo de Nestle.

Vamos a receita:

Veja que massa boa de trabalhar:







Depois de assadas,você pode usar sua criatividade para decorar:



Aqui com glacê real


Banho de chocolate tingido e confeitos



Prontinhas

Até a próxima!
Elaine Saes

PÁSCOA 2018

ilustrativo ilustrativo ilu...